28 de julho de 2017

CURIOSIDADES DE OUTROS TEMPOS - anos 50 e 60

Coleção de xícaras de cafezinho - moda forte nos anos 50, 60...


Olá, amigos, pensando na postagem para esta semana, fiquei com vontade de viajar, no tempo e trouxe lembranças das décadas de 50 e 60. Numa outra postagem desembarcarei nos anos 20, 30, 40... no quesito 'variedades'. E assim vou indo, talvez me encontre com 'Michelangelo, no Renascimento'... Tenho certeza que vai ser divertido pesquisar, me perder ou me encontrar no tempo. Vamos juntos nessa? 
Recordar ou conhecer as propagandas das épocas, como viviam nossos antepassados  e o que usavam vai ser proveitoso.
Essa postagem é para desopilar, puro lazer. Boas recordações a todos! 
 Vamos ver do que lembramos... Simbora!!!

________________________________________________________

Coleções não faltaram, eram uma diversão as pessoas colecionarem caixinhas de fósforos, corujas, carrinhos, relógios, santos, dedais, latinhas de cerveja, chaveiros, bichinhos de cristal, santos, selos, moedas... uma infinidade de coisas.

Latas de cerveja -  Mil coleções,  a turma se divertia...               

  Esses funcionavam!! Era investimento e de boa aplicação.

Aqui se via VHS pela TV - 
Criado em 1950, porém só em 1970 foi iniciado  para o setor doméstico.          

 Nos Correios se usava goma arábica  assim - de pincel - para fechar as correspondências,  'melecava' tudo!


 Estacionar um Galaxi Sedan 1963 era tortura...  

Mas... Depois veio o pequenino  Gordini 1964 ... 

 O diploma de datilografia era obrigatório em concursos públicos.
Hoje...  tecla-se com dois dedinhos e... tudo bem!

                                                                          Encarou esse suquinho?

  
        E daí, passaram bem o verão?                           Forma para pizza - ótima                                             
Ah!! que confiança, que luxo!! De 1927 a 2006 - Saudades!
Viação Aérea Riograndense (daqui!)  Não se faz mais uma Varig...

   Chegaram a usar esses...secadores?              

Nada era descartável...fraldas eram lavadas  aos montes!

Mata mosquito: alguém morria... quase sempre os mosquitos!
Chamava-se Boa-noite!   O que  se respirava...!


                                            Radio/pilha  anos 50 e 60  Sucesso!                                              


Hun... bem penteados, os moços...

           Sapato colegial feminino! - Virgi...                  Na crista da moda!

Vai, filhinha, troca de canal... Vai lá filhinha, baixa o som...
A TV mais torturante do mundo, sem controle remoto! Putz.

Cobertores PARAHYBA: lembram da musiquinha?

Presentinhos nos 'Dias das Mães' durante décadas... E + panelas! 
Uf!  Mãe sofre...


                     Relógios de Cucos -  eram lindos!               
  

Quem inventou esse protetor de fogão horroroso?
As próprias donas de casa!


Pós-barba, foi moda...             Hun...quase morriam!
   
Tiveram sua época! Crush - Mirinda - Grapette

     
Eletrola anos 50

   
Vejam essa pérola!! Fantástico! 
 



   ___________________________________ 
       




50 comentários:

  1. Taís,querida amiga.
    Sou a primeira a comentar porque estou,como sempre,escrevendo na madrugada.
    Seu blog está na minha lista de blogs a visitar e recebi sua atualização.

    Adorei o post porque lembro de tudo!

    Muito bom mesmo recordar tempos idos tão maravilhosos!

    Esse relógio de parede e uma máquina de escrever ainda tenho,porque adoro!

    Obrigada pelas visitas,lindo sábado de Paz Profunda

    Beijos sabor carinho

    Donetzka

    ResponderExcluir
  2. ¡UUUUYYYY! ¡yo me acuerdo de muchas de esas cosas!

    ¡Qué buena que era Varig, con esta compañía he viajado!
    EXcelentes pilotos, excelente servicio de a bordo.

    Bejos

    ResponderExcluir
  3. Taís ,adorei rever essas coisinhas todas... E vi o CICO, minha mãe, até hoje na casa dela tem uma coleção deles na parede... Ela tinha também coleção de caneços alemães, burricos, eram tantas as coleções;;; Lembro do armário de canto onde eram guardados e era na frente dele que eu me postava na hora em que voavam os tapas e sapatos. Assim minha vingança era que num errinho, ela acertasse os seus objetos de coleção,rs...

    Adorei! bjs, lindo fds! chica

    ResponderExcluir
  4. Viajei, sei que é atestado de DNA (Data de Nascimento Antiga), mas não resisti, porque queiramos ou não, o que somos hoje é o somatório do que fomos ontem. Parabéns pela postagem. Gostei muito.

    ResponderExcluir
  5. Uau! Passei por tudo isso... lembro-me da goma arábica nos correios. Tivemos uma rádio-vitrola igualzinha a esta. Sobrevivemos ao Kisuco... enfim... estou mesmo envelhecendo.

    ResponderExcluir
  6. Lembro-me de tantas e tantas dessas coisas.
    Ainda tenho algumas chávenas, um relógio de cuco e uma máquina de escrever...
    Bom fim de semana
    Beijinhos
    Maria de
    Divagar Sobre Tudo um Pouco

    ResponderExcluir
  7. Las he concido todas y algunas todavía están en mi casa, claro que yo soy aficionada a la arqueología y me encantan las cosas cuanto más antiguas, más las valoro.

    Sin embargo, ha sido un rato muy divertido ir viendo y recordando. Gracias por el tiempo invertido -ha sido un buen trabajo- en compartirlos. Un abrazo. Franziska

    ResponderExcluir
  8. Pois é amiga, algumas coisas dessas eu conheci e tive.
    O relógio de cuco, a máquina de escrever, as chávenas
    com os pires, enfim, eu já sou antiga.
    A amiga teve bastante trabalho para elaborar este post.
    Deu para matar saudades.
    Desejo que se encontre bem.
    Bjs.
    Irene Alves

    ResponderExcluir
  9. Que delícia rever tais objetos que não imaginávamos viver sem os mesmos... Moderníssimos para a época... E, quem possuía era pessoa moderna e antenada...
    Valeu sua pesquisa, Tais! Parabéns!
    Abraço.

    ResponderExcluir
  10. Querida Taís, amei as curiosidades, muitas delas lembro e usei, mas hoje quero me referir ao seu blog das arte do qual estou seguindo. Fiquei encantada com as peças e as técnicas que você ensina. Parabéns grande artista. só para uma grande poetisa como você, ter uma alma que valoriza a arte da forma mais simples e bela. que jesus continue te iluminando. Tenha uma bela noite e um amanhecer de paz. Abraços

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. De fato, querida Lourdes, tenho um blog de artes (Das Artes) por puro prazer, e o mantenho com muito gosto e porque adoro artes. Ferreira Gullar dizia: A arte existe porque a vida não basta". E entendo o que quis dizer.
      Obrigada, amiga, um beijo.

      Excluir
    2. Querida Taís, eu não tenho habilidades artísticas, como por exemplo, pinturas, desenhos e tantas outras esplendorosas que aprecio. Me arrisco a alguns bordados, crochê e costuras simples e admiro os resultados. Por isso fico encantada com o toque especial dos artistas anônimos e que são muitos. Acredito que não é um dom, mas algo mais. É como se fosse uma dádiva divina aos corações,aos olhos e as mãos especiais. Parabéns amiga! Amei seu blog Das Artes. Grata pela visita e a indicação do vídeo. tenha uma tarde de muita paz.

      Excluir
  11. Olá, adoro apreciar colecções, tentei por vezes fazer colecções, nunca consegui, mas tenho comigo peças antigas, quando tenho oportunidade de adquirir, faço-o nas velharias, gosto de antiguidades, a partilha é excelente, abriu-me o apetite para tentar coleccionar novamente.
    Feliz domingo e semana e obrigado pela sua simpática presença na minha pagina,
    AG

    ResponderExcluir
  12. Nós por cá também temos as nossas coisinhas...e tenho presentes na memória, muitas das músicas da publicidade dessas coisas, que passava na televisão...eramos miúdos e fixávamos as canções todas..."De Colónia é o leite, que você deve usar, Leite de Colónia p'ra beleza realçar"...e outras...

    Beijinhos:)

    ResponderExcluir
  13. Uma pesquisa riquíssima minha amiga
    E com todas essas lembranças foi uma encantadora viagem no túnel do tempo
    Quem assim como eu já viveu vários outonos teve a felicidade de conhecer todos estes objetos. Foi muito bom recordar
    Beijos e um feliz domingo

    ResponderExcluir
  14. Nossa Tais, quantas boas lembranças! Um belo post, super interessante!
    Não tenho vindo muito aos blogs, entro um pouco nas redes sociais, mas meu pai não anda bem e requer um carinho especial nesse momento. Bjs pra vc e parabéns pelas suas postagens!

    ResponderExcluir
  15. TAIS ,

    coisas maravilhosas.

    Não posso no entanto, deixar de dizer que, ainda hoje eu uso esta especialíssima, antiquíssima e que faz o sanduíche tipo misto quente como nenhum outro.

    Nota 1000, para esta sanduicheira!!!

    Postagem eterna.

    Um abração carioca

    ResponderExcluir
  16. Muito belas coleções, delas já tive muitas e descartei, a sanduicheira ainda tenho. Dei muito, aqui é muito quente e seco e empoeira muito.
    Tive um namorado tenente que tinha um Gordine-andava um pouquini nele
    Tenho coleção de babilôs e uma garrafinha Scot Wiskv, falta só me colocar na coleção.kkk. qualquer dia jogo tudo fora.
    Tenho fora de casa dentro de um armário todos os produtos que os italianos usavam na roça(meu tio-pai) era filho de italianos: foião, enxada, martelo, foice, etc.
    Qualquer dia jogo ao vento, guardar lembranças é sofrer aos poucos.
    Beijos
    Lua Singular

    ResponderExcluir
  17. Algumas coisas voltaram a minha lembrança,tive a "sanduicheira", uma enceradeira que usava para encerar o chão de ardósia numa casa de praia, que quando vendi a casa a mulher fez questão de ficar com ela! tive um radinho de pilha, televisão de tubo. O que mais gostei foi do Jessier Quirino, achei fantástico.
    Que maravilha de postagem, parabéns.
    beijinhos, Léah

    ResponderExcluir
  18. Querida Taís, como ficou interessantíssimo e jocoso!
    Os sorrisos que surgiram e distribuíste com este tema que
    a todos é hílare e agradável recordar!
    As nossas colecções eram semelhantes e as peças de museu também.
    Uma semana muito agradável.
    Beijos
    ~~~

    ResponderExcluir
  19. E se lhe dissesse que muitas destas ainda existem lá em casa em Portugal??
    Não são utilizadas, estão lá e são para ficar, não são para dar ou vender.
    Bjs, boa semana

    ResponderExcluir
  20. Taisinha, esta tua excelente postagem certamente despertará a curiosidade em alguns (ou muitos) jovens, que não foram consumidores dessas preciosidades tão variadas, que aí estão. Mas, por outro lado, penso que muitos leitores que passaram dos cinquenta recordarão com saudade do tempo em que esses produtos faziam parte de suas vidas. Como essa é a segunda postagem sobre esses produtos antigos, ficamos aguardando a continuação desse trabalho de pesquisa, para um terceiro post ou mais. Gostei tanto quanto do primeiro. Parabéns.
    Um beijinho daqui do escritório.

    ResponderExcluir
  21. Fui lendo e sorrindo, recordando tempos e manias (sim, também entrei na onda das coleções mas com contenção... Ainda conservo, na garagem, a coleção de latas da coca cola do meu filho).
    Ainda não há muito, visitei uma delícia de loja na cidade do Porto e não resisti a comprar uns produtos da minha juventude e fase inicial de adulta. Pura viagem no tempo!!!
    Parabéns pela postagem!
    Bj

    ResponderExcluir
  22. Amei, reconheci e relembrei muitas coisas e situações envolvidas. Grata pela partilha.

    ResponderExcluir
  23. "Recordar é viver." Há em tua postagem coisas que realmente nem me passava mais pela cabeça. Porém o "Boa Noite" que matava primeiro o usuário depois os mosquitos me veio a mente há uns anos atras, em noite quente de verão na praia, quando uma borrasca levou o fornecimento de energia elétrica e "dá-le" eu de lanterna a procurar mosquitos no quarto abafado, pois se o abrisse, infestaria de pernilongos externos - lembrei-me desse "bagulho" no lugar daqueles de tomada. Grande abraço. Laerte.

    ResponderExcluir
  24. Lembro-me de tudo, inclusive o Emulsão de Scott (óleo de fígado de bacalhau) e da pílula de vida do Dr Rossi. Rsrs.

    Beijos,

    Furtado

    ResponderExcluir
  25. Uma análise maravilhosa!!!
    A gente ainda encontra essa sanduicheira, esses Ki-sucos que são um veneno pra saúde, esse mata mosquito com um cheiro horroroso. Enceradeira, eu acho que nem existe mais. Relógios de Cucos deu saudade da casa de minha avó, quando criança passava as férias por lá, e a noite o relógio me acordava de hora em hora. Era cruel porque me assustava. Esse protetor de fogão feito de alumínio tem muitas pessoas que ainda usam... É encontrado em muitos supermercados.
    Adorei a postagem, e adorei passar por aqui. Cheguei através do blog do AG.
    Boa semana!
    Um abraço!

    ResponderExcluir
  26. Tais Luso.
    "Recordar é viver"... o meu espírito de coleccionador, levou-me e escrever sobre bastantes formas de coleccionismo, de que tenho artigos em duas línguas, além do português.
    Adorei passar, aqui, a galeria. Como o mundo girou, desde a segunda Grande Guerra até hoje, sobretudo neste século.
    Recordo-me de, em 1950 na vila do meu concelho, ver numa montra um grande rádio e ao mesmo tempo passando, a gravação de um anúncio assim: "Chiu está um Siera a tocar, a venda"!...
    Beijos

    ResponderExcluir
  27. As chicaras... os telefones com fio... as televisões com comando... sem distância... :-D a goma num potinho, para colar os selos... Agora viajei no seu post, Tais, em direcção ao passado... onde estes objectos se faziam tão presentes...
    Para conservar a cor do cabelo... havia o famoso Restaurador Olex... com um anuncio que certamente ainda perdura na memória de tanta gente...
    E lembro-me do anuncio de que a Isabel fala... do Leite de Colónia...
    Adorei seu post, Tais, por demais!
    Beijinhos! Continuação de uma feliz semana!
    Ana

    ResponderExcluir
  28. Muito interessante, minha Amiga Tais, esta viagem no tempo através de colecções. Nunca fui dada a fazê-las, mas tinha muitas amigas que coleccionavam tudo.
    Uma boa semana.
    Um beijo.

    ResponderExcluir
  29. Oi, Taís Luso, bom dia !
    Com esta matéria, fiz uma viagem no tempo...
    muitas recordações.
    Fico imensamente grato. Parabéns.
    Um carinhoso abraço.
    Sinval.

    ResponderExcluir
  30. Oi Taís, muitas coisas dessa coleção eu tive e alguns ainda tenho.
    Beijos no coração
    Lua Singular

    ResponderExcluir
  31. Meu Deus, Tais, esse post é a minha cara, hahaha
    Amo tudo que é antigo, sou retrô assumida! Fiquei aqui a me deleitar...
    Parabéns pelo post, abraços abençoado fds!

    ResponderExcluir
  32. voltando atrás no tempo, ficou muito original a postagem.
    beijinhos
    :)

    ResponderExcluir
  33. Uma viagem e tanto no tempo... Objetos e costumes que se foram, porém tiveram utilidades preciosas na época... Não é q tenho por aqui uma coleção de latinha ainda?! Filhão casou e deixou na parte de cima do seu armário... Rsss! Qdo me mudar, farei um "desapego" abençoado em muitas coisinhas assim... Novos tempos!
    Bjs

    ResponderExcluir
  34. Como siempre amiga Tais, nos sorprendes gratamente con esta muestra de objetos que me recuerdan mi juventud, como ese teléfono de color claro del que conservo uno utilizado en casa.
    Un fuerte abrazo.

    ResponderExcluir
  35. Uma grata surpresa este belo post, amiga Taís.
    Como diz, e bem, um verdadeiro regresso ao passado.
    Quando jovem fiz colecção de selos e postais ilustrados, mas acho que muita coisa foi ficando esquecida algures em caixas guardadas no sótão.
    Muito interessante, ainda se encontrarem imagens dessas.

    Um beijinho.

    ResponderExcluir
  36. Uma postagem de riqueza cultural imensurável! Esse telefone verde é show, na mnha casa na Chácara tem um que é irmão desse. Minha mãe o comprou com tanto sacrifício e o tempo foi passando, tudo se modernizando, mas ainda o guardamos e funciona direitinho. As demais imagens, todas elas trouxeram-me ótimas recordações da minha infância e adolescência. Abraços carinhosos.

    ResponderExcluir
  37. Olá Taís,adorei voltar ao tempo e rever coisas antigas,principalmente o Cuco que havia na casa dos meus avós paternos.rs
    Bjs,obrigada pela visita e um ótimo final de semana.
    Carmen Lúcia.

    ResponderExcluir
  38. As coisas evoluem com tal rapidez que tudo desaparece bem depressa...
    Um magnífico post, carregadinho de saudade.
    Um bom fim de semana, amiga Taís.
    Beijo.

    ResponderExcluir
  39. Que coisa boa poder recordar, rsrs, nossa, acho bom isso, é cultura e marca da evolução!
    Antigamente até que duravam algum tempo essas coisas, hoje se perde de "linha" em alguns meses!!!
    Pois é, o consumismo sem limites!
    Abraços linda Tais!

    ResponderExcluir
  40. Olá Tais!
    Eu me lembro de todas estas 'antiguidades' ahahaha. Época que a vida era desacelerada. Encerar o chão e depois ir com a enceradeira, era coisa para um dia inteiro, sem pressa, mas as famílias eram maiores, todo mundo ajudava um pouco. Usei muito a enceradeira da minha mãe, quando menina, eu adorava!
    Fiz curso de datilografia, até diploma tinha. Tenho, até hoje, um tostex, para pão de forma, uma delícia. Quando fiz 15 anos, ganhei de presente, no natal, da empresa que meu pai trabalhava, General Motors, o secador de cabelo cor de rosa, aquele da foto, nesta postagem. Usei o sapato colegial, com meia 3/4 branca. E eu concordo plenamente com você, sobre o protetor de fogão, horroroso! Ahahaha... Gostei muito da postagem, bem divertida, relaxante e me fez viajar.
    Sobre a galette de banana, sim, esta fruta é muito versátil e saborosa. Eu gosto muito, também da maçã, para fazer doces. São frutas fáceis de achar, quase sempre estão saborosas, nutritivas e econômicas.
    Um beijo amiga, com um abraço e bom final de semana

    ResponderExcluir
  41. ¡Gran recopilación, amiga Tais!
    Pensar que todos esos elementos eran lo máximo, lo más moderno, un lujo para la época.

    Un beso.

    ResponderExcluir
  42. Amiga, voltei!
    Que saudades eu já tinha das tuas crónicas.
    Agora, com calma, vou saborear todas elas.
    Para já, parabéns por esta. Que gracinha. Que trabalheira.
    Foi bom recordar e aprender. Sorri, com algumas das curiosidades. Só mesmo tu para nos maravilhares.
    Beijo.

    ResponderExcluir
  43. Olha que gostei de ver Taís. Fui colecionador de coisas, como ficha telefônica, canetas, algumas tampinhas de refrigerantes.Gostei desta cronica amiga.
    Bom fazer estas pesquisas e reviver um tempo feliz. Fiz isso outro dia com comerciais e depois como o famoso Amigo da Onça.
    Meu abraço amiga.

    ResponderExcluir
  44. OLá Taís, que bela revirada de baú amiga, trouxestes maravilhas para reavivar nossas memórias, adorei tudo,peças lindas. o que mais me deu saudade foi a aeronave da Várig, fiz lindas e maravilhosas viagens, nessa época viajar pela Varig era o máximo, éramos bem servidos de alimentação.
    Adorei a crônica.
    Bjs e bom fim de tarde.

    ResponderExcluir
  45. Olá Tais,
    Muito legal! "Ô saudade!" rsrs...
    Beijos,
    Deus abençoe.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É verdade, Dona Gata, Ò saudades!! Mas um dia a gente se vê, estamos vivas e felizes! Adorei tua visita, amiga, quanto tempo...
      Beijo, carinho!

      Excluir
  46. Afinal somos feitos do passado! Conheço algumas coisas. Tenho saudades da sanduicheira, dos aviões com voos rasantes, dos rádios e das maquinas fotográficas.
    Excelente esta postagem.
    Bjs

    ResponderExcluir
  47. Taís:
    ¡un auténtico viaje en el tiempo!
    Da gusto ver esos recuerdos antiguos.
    Abraços.

    ResponderExcluir

SUA ATENÇÃO...

1 - Agradeço os comentários dos queridos leitores e amigos, sempre Bem-vindos!

2- Comentários ANÔNIMOS não são postados. Assine.

Um abraço a todos!
Taís Luso