2 de julho de 2017

ALGUÉM SE IMPORTA COM O POVO ?



        - Tais Luso

Não digo mais que o nosso cotidiano  surpreende. As pessoas convivem com a desgraça, com a pobreza, com a imoralidade, com a corrupção com a impunidade e o pior, com uma extrema violência. Mas mais forte é a indignação do povo. É a descrença nas Instituições e nos partidos políticos. É uma dúvida nacional. E o povo, já um pouco  cansado de ir às ruas, terceirizou tudo à Operação Lava-Jato: ao Juiz Sérgio Moro e Ministério Público.
Estávamos voltando do almoço quando um senhor, lá pelos seus 80 anos, se atravessou na nossa frente, esbravejando:

Esse país tá uma merda!!! Eu morei anos em Israel e inventei de vir para cá! Ninguém faz nada, só roubam, só saqueiam esse país!

O homem nos mostrou o grande ferimento em sua perna. Estava indignado, e dê-lhe palavrões! Um deles  pesado, coisa fina! Poucas vezes vi alguém tão desatinado.

Fui assaltado agora por dois delinquentes, ali, na rua Barros Cassal; me jogaram no chão, me chutaram e ninguém fez nada nessa merda…

Pobre homem, ao falar  o nome da rua, gelei, fica perto de onde estávamos. Minha intenção, de imediato, foi de chegar em casa. O coitadinho começou a chorar, e ver um homem dessa idade assaltado, chutado e humilhado? Estava coberto de razão, sua indignação faz sentido. Entendi o palavreado dele, que diga o que quiser… palavrão é o que estão fazendo com o Brasil.
Mas alguém se importa com o povo? 
Fiquei pensando o tanto que estamos vulneráveis e a mercê da bandidagem. O medo já faz parte de nossas vidas. Dezenas de crimes por dia são contabilizados no meu Estado, imaginem no Brasil inteiro!! Médicos morrem no trabalho; jovens morrem; crianças são alvos de balas perdidas. Escolas invadidas e policiais morrem no confronto com a bandidagem, não tem hora. Também não é raro a polícia encontrar corpos esquartejados... A nova modalidade de crime são os assaltos com sequestros de animais  de estimação; roubam o cão e depois pedem resgate. Não andam mais à busca das melhores raças caninas, nem de beleza, pois sabem 'eles' que o amor pelos animais é mais forte, não tem preço. E os adeptos  das 'redes sociais' continuam a mostrar seus animais. Pois é... 
Difícil andar por nossas ruas, parar nos semáforos.  Somos um povo neurotizado.  O lindo Rio de Janeiro está um caos, tiroteios nas ruas entre polícia e traficantes, arrastões em pleno sol de Copacabana. Quem pode ser patriota, ter o tal orgulho brasileiro se estamos neuróticos, vivendo numa terra que está parecendo ser de ninguém? Um mega faroeste. Um continente em agonia.
Mas 'Eles' não querem saber de nada. Está difícil de entender o que esses políticos querem mais do Brasil se já estamos no fundo do poço!  O estrago já está de bom tamanho. O que sobrou é pura fantasia!! Precisaríamos de um redescobrimento; começar do zero.

___________________________________


46 comentários:

  1. Bom dia Taís
    Estamos vivendo em meio à selvageria. Valores éticos e morais já não fazem parte do caráter das pessoas. Esse com certeza não é país que conhecemos
    O nosso foi subtraído pela ganância, pelos crimes, pelo desrespeito, pela violência. O que nos resta? Medo, indignação e pavor
    Até quando??? Parabéns pela crônica excepcional minha querida
    Beijos e um domingo feliz

    ResponderExcluir
  2. ¡Qué tristeza! ¡Y qué impotencia!

    No es de extrañar que después las personas tomen la Justicia por mano propia....

    Aquí en Israel, ya que lo mencionas y es dónde yo vivo,
    hay mucha seguridad interna. La policía es honesta y hace su trabajo.
    El aparato Judicial también.

    Te cuento dos casos:
    1- el ex Primer Ministro Ehud OLmert (in office 14 April 2006 – 31 March 2009) fue acusado, juzgado y sentenciado por Corrupción.
    Purgó en la cárcel un tercio de su sentencia (16 meses), acaba de salir.

    2- Hace dos años fui a un negocio de mi barrio a comprar un teléfono celular. El dueño del negocio (que alquilaba el local y era un mafioso) me robó el dinero (como lo lees) a mí y a un montón de clientes , pues era un experto en "el arte del verso libre"; tampoco pagó los alquileres del local varios meses. Hice la denuncia en la policía (previamente, por el dueño de local, había conseguido los datos del ladrón que figuraban en el Contrato de alquiler). Después de interponer mi denuncia, salí de la comisaría con la sensación de que mi asunto era mínimo, que ellos tenían cosas más importantes que atender. Y me olvidé del asunto y así pasaron dos años. Tais, escucha esto, hace unos días recibo una llamada del Juzgado en lo Penal en la que me informan soy acreedora de un dinero en la causa tal y tal .... y yo ¿Acreedora? ¿de quéeeeee? ¿Por queeee? ¿cóoooomo? Tuve que hacer memoria. Resulta que al tipo lo agarraron , lo juzgaron, lo encontraron culpable y lo sentenciaron y para acortar la condena a purgar en la cárcel, devolvió parte de lo robado. ¿Qué tal?

    Un beso




    ResponderExcluir
  3. Taís,ninguém se importa com nada,haja vista que estamos vendo aqueles que roubaram o dinheiro nosso e estão sendo soltos.
    Adorei a crônica,sempre com muita sabedoria.
    Bjs e um feliz domingo.
    Carmen Lúcia.

    ResponderExcluir
  4. Nós, o povo

    Pois nós, o povo, neste constante tormento
    Nem mesmo esboçamos gesto desengonçado
    Estamos quedos, contudo, postos de lado
    Sempre vítimas do marginal violento.

    Vamos carregando nossa cruz sanguinolenta
    Num meio completamente convulsionado
    Votando no mandante, ladrão descarado
    E a justiça é venal, parcial e lenta.

    Mas, o poder, nossa segurança, despreza
    Muitos põem as fichas em súplica e reza
    Alguns: Ó meu protetores, não sei o que faço!

    E, parece, a situação tornou-se urgente
    A ponto extremado de afetar toda gente
    Mas o poder considera o povo palhaço!

    ResponderExcluir
  5. Minha querida Amiga, Taís, fico mesmo triste com esta sua crónica. É um desespero viver-se assim nessa insegurança e sem fim à vista. Algum dia esse país "em agonia" há-de ter as pessoas certas para o governar e tudo voltará a ficar bem. Tenho essa esperança. Não perca a coragem, Amiga.
    Um grande beijo.

    ResponderExcluir
  6. Crõnica triste,mas muito verdadeira,querida amiga Taís!

    Estamos sem rumo,sem dirigentes,à mercê de bandidos e roubos dos políticos.

    Eu não sei mais como corrigir isso. Como você disse,só redescobrindo mesmo.
    Um exemplo meu é o Rio de Janeiro. Saí de lá e vim morar em Araruama,região dos Lagos do RJ, com síndrome do pânico em 1999. Imagina agora?

    Temos que pensar e muito para votar e nem sei se existe algum candidato que seja íntegro!

    Hospitais sem condições alguma,desde os simples medicamentos; a educação e os professores falidos.

    Tenho que ir várias vezes a médicos no Rio e quando chego lá,meu coração dispara,pressão sobe.É o pânico que volta e que aqui em Araruama não se manifesta.Resta_me uma esperança de que tudo melhore!

    Poderia citar outras muitas tristezas com o país,mas ficaria horas aqui.

    Desejo a você um domingo de Paz Profunda!

    Obrigada pelas visitas e carinhosos comentários.

    Beijos sabor carinho

    Donetzka

    Blog Magia de Donetzka



    ResponderExcluir
  7. Querida Amiga/Escritora, Taís Luso !
    Ainda tenho muito orgulho de haver nascido nesta Terra.
    Essa corja de larápios, que se instalou na alta administração
    do País, sucumbirá diante da vontade do Povo brasileiro, que é
    maior e mais forte do que a decepção vivida nos dias de hoje.
    É uma questão de tempo.
    Parabéns pelo belo texto e um ótimo domingo!
    Um carinhoso abraço.
    Sinval.

    ResponderExcluir
  8. Essa é uma tecla que já ficou gasta de tanto que a tocamos: - corrupção! Mata-se, (até no útero), chuta-se, rouba-se, ameaça-se, corrompe e somos corrompidos sempre que nos sujeitamos a tal situação. Vejo que é um diagnóstico um tanto mundial. Esperar das nossas autoridades? Utopia!!
    Seu texto, Tais, como todos, sempre nos levam a meditação do cotidiano. Ótimo!
    Abraço.

    ResponderExcluir
  9. Excelente crónica ...Un flagelo mundial se ha instaurado en los principales puntos de dirección de los países , a su arbitrio se mueve el mundo afectando a todos especialmente a los más vulnerables ....el rescate de los valores y principios deben reforzarse en los hogares junto a aquellos padres que en todas partes buscan un mundo mejor....la esperanza no debe morir ...
    Abrazo Tais

    ResponderExcluir
  10. Taís, lamento imenso por tudo o que o povo Brasileiro está a passar, espero sinceramente que rapidamente consigam encontrar um rumo certo para o País.
    Beijinhos
    Maria de
    Divagar Sobre Tudo um Pouco

    ResponderExcluir
  11. Boa noite querida Tais.
    A sua cronica é seria e estamos mesmo precisamos recomeçar, só não sei por onde. Hoje fui comprar pão, é domingo e por aqui é tudo fechado, apenas é aberto um mercadinho pequeno próximo a um beco. São João, São Pedro já passou, eu pensei que os fogos também, e de repente um estrondo, e vejo pessoas saindo correndo é tiro, tomei um susto tão grande que nem corri, mas não pela coragem, mas fiquei sem ação, e era fogos rsrs. As pessoas andam todos temerosos e com muito medo. Depois não pude conter a risada e as pessoas olhavam para mim com raiva. Deveriam ter raiva de quem soltou o fogos. Mas é assim que andam as pessoas insatisfeitas e de mal com a vida, alias com tudo que estamos vivendo e vendo nesse Brasil ate que razão não falta. Uma feliz semana para vocês. Grande abraço.

    ResponderExcluir
  12. Olá Taís,
    o problema é cultural. só recomeçando do zero, como você falou. Mas acho que temos que mudar as pessoas, não podemos ter um país melhor com pessoas piores.Infelizmente é um processo demorado, sofrido. Não perdi a fé, perdi a ilusão. Vai mudar, mas vai ser doloroso o processo.
    Obrigado pela visita no meu blog. Um grande abraço. Loyde manda beijos.

    ResponderExcluir
  13. Tudo isto é real e triste. O medo, a indignação, a desesperança corroem a todos, menos aos políticos que continuam com a vidinha impunes, e o povo sofrendo e cada dia mais apático.

    ResponderExcluir
  14. O Brasil está a atravessar uma fase muito complicada da vida política e social.
    Oxalá esse período conturbado passe depressa.
    Bjs, boa semana

    ResponderExcluir
  15. Olá Taís.
    O pior do Brasil,
    é a total falta de perspectivas
    para o futuro...
    O que vemos agora?
    Como dizia a canção de Cazuza:
    Eu vejo um museu de grandes novidades...

    Abraço minha amiga...
    Aluísio Cavalcante Jr.

    ResponderExcluir
  16. Nem vou me alongar...Já sabes muiiiiiito bem o que penso,rs... bjs, linda semana,chica

    ResponderExcluir
  17. Indignar-se. É tudo que o povo brasileiro pode fazer, minha amiga Taís. Ou acomodar-se. É o povo tem feito. Acomodar-se.
    Ou saímos às ruas todos os dias para protestar com veemência contra os desmandos do executivo, legislativo e judiciário ou nada feito. 'Eles', bons artistas que são para iludir o povo, vão continuar 'pintando e bordando'. Um bando de cínicos!
    E como a grande imprensa (leia-se o poder econômico está deveras satisfeito com o rumo dos acontecimentos, o povo que se exploda, como dizia o velho personagem de Chico Anísio.
    Daqui sigo batendo palmas para as suas crônicas. Sempre tocando na ferida, fazendo, no que diz respeito ao blogue, a sua parte porque sei que você faz muito mais isto.
    Uma boa semana, Taís!
    Um beijo,

    ResponderExcluir
  18. Mais um grande texto cheio de importância e leveza, apesar de um tema forte. Infelizmente a corrupção e a violência assolam a sociedade e ninguém se importa mais, o futuro não nos dá grande esperança para uma melhora, essa é a triste realidade.
    Tenha uma excelente semana!

    ResponderExcluir
  19. Fiquei gelada, Taís!
    Vós estais à beira de uma ditadura... uma nova ditadura militar!
    Lamento profundamente e também me sinto horrorizada.
    ~~~ Grande abraço solidário, querida amiga ~~~

    ResponderExcluir
  20. O grande problema amiga é que o povo desse nosso Brasil fica esperando que a coisa se resolva por si só, ou que venha um milagre do céu. Todo mundo paradinho esperando!! Esperando o que, o trem?
    Isso não vai dar em nada até o Moro cansar e deixar tudo afundar. Isso é um inferno.
    beijos, Léah

    ResponderExcluir
  21. Querida amiga, ando perturbada que esqueci,
    Sua crônica é digna de aplausos.
    beijinhos, Léah

    ResponderExcluir
  22. Redescobrimento...
    Começar do zero...
    O que fazer?
    O movimento popular precisa crescer.
    Como vibrávamos nas ruas durante os anos 80:
    POVO UNIDO JAMAIS SERÁ VENCIDO!!!

    Abraço
    Lola

    ResponderExcluir
  23. É minha amiga as coisas por esses lados não está fácil e vai ser difícil dar a volta, mas ela é urgente.
    Um abraço e boa semana.

    Andarilhar
    Dedais de Francisco e Idalisa
    O prazer dos livros

    ResponderExcluir
  24. Cara amiga Tais, acho que já comentei, neste espaço, que sou espírita (sabes, que segundo o espiritismo e outras filosofias reencarnacionistas, nada acontece por acaso; que turbulências em maior ou menor grau sempre ocorreram e ainda ocorrerão na vida dos povos, pois, por vezes acontece de grandes grupos com carma pesado descer à crosta com o objetivo de queimar etapas, mas justamente, devido ao grau de dificuldade do desejo encetado, em outras palavras: um espírito que nas últimas existências vinha fazendo bobagem, parece que mais uma vez fracassa e continua agindo como anteriormente) e como espírita, até pouco tempo, apesar da desordem geral, eu estava tranquilo, conformado, mas, confesso que no momento estou um pouco nervoso, não desesperado, mas, apreensivo, mais precavido, na medida do possível, porém, não vejo perspectivas a curto e médio prazo. Claro que um dia, ainda que num futuro distante isto vai ser bom, mas até lá, parece que passará muita água sob a ponte.

    ResponderExcluir
  25. Olá, O texto é perfeito a mostrar uma pequena parte do que se passa no belo Brasil, tudo tem uma causa, a maioria do povo vive sem perspectivas futuras, a causa são os grupos económico que tomaram o poder de assalto, é muito bonito os políticos afirmarem que a justiça é independente da politica, na realidade não é assim, o Juiz Sérgio Moro tem ambições políticas, a partir desta ambição somos livres de pensar tudo que se passou com a destituição da Dilma Rousseff, nada é por acaso, o grupo económico fascista Globo que foi apoiante da ditadura militar, continua apoiante da direita corrupta como o Michel Temer, nada é por acaso, quanto mais miséria, mais fome, mais ignorância, menos saúde, menos habitação, mais desemprego, mais assaltos, melhor serve a direita corrupta e fascista que tem como objetivo ignorar politicas sociais que podem dar estabilidade ao povo, para a direita corrupta fascista, é melhor dividir de que unir.
    É só uma questão de tempo, o povo vai tomar o poder no Brasil e sanear os corruptos que tanto mal fazem ao povo, vai levar o Brasil ao seu lugar no mundo como potencia económica.
    Continuação de boa semana,
    AG

    ResponderExcluir
  26. O bandido assalta e rouba, vai preso e no outro dia está na rua roubando e assaltando. No Rio de Janeiro, a polícia fazendo concorrência ao traficante. Na política, existe uma competição para ver quem rouba mais o dinheiro do povo. Enquanto isso, o mar está abarrotado de peixes famintos. bela crônica Taís.

    Beijos e uma ótima semana para ti e para os teus.

    Furtado

    ResponderExcluir
  27. Está certíssima, querida amiga Tais! É mais um grito, como o de Iberê Camargo, com a pintura que ilustra o texto. Poucos tentam fazer alguma coisa, mas some um bandido, surgem dois novos. Temos que dar tempo ao tempo. Quietos, para não levarmos bala também!
    Um beijo.

    ResponderExcluir
  28. Olá Tais!
    Que tristes são as notícias do teu país.
    Que tragédia, minha amiga.
    Admiro-te por escreveres sem medo sobre políticos sem vergonha, sobre bandidagem, sobre o sofrimento do povo, sobre um “continente em agonia”.
    Aplaudo mais uma crónica perfeita. Magoada, mas perfeita.
    Que o povo brasileiro nunca deixe de lutar.
    Beijo.

    ResponderExcluir
  29. Amiga, vou seguindo o que se passa no seu belo país pela Comunicação
    Social, realmente estão sofrendo um momento de imensa dor e deceção
    por aquilo de mau que os políticos têm feito. E são tantos a fazê-lo!!!
    Já não sei em quem podem confiar, realmente é dramático!!!
    Recomeçar do zero|||
    Um Renascimento...mas isso não é viável!!!
    O povo brasileiro não merece o que lhe está a acontecer.
    Desejo muito que consiga haver uma reviravolta mais positiva
    e honeste, é aquilo que eu anseio.
    Um bj.
    Irene Alves

    ResponderExcluir
  30. "É melhor ser alegre que ser triste"
    Mas o teu texto é a constatação
    Que nosso rumo vai na contra-mão
    E o risco do acidente já existe.

    Se o povo por a dor e o dedo em riste
    E enlouquecer de vez fora à razão,
    O desgoverno fará da nação
    Um pandemônio que o demônio assiste.

    Seremos nós a capital do inferno.
    E nosso povo amado, amante e terno
    Há de virar num lobo esfomeado.

    O bem terá lugar no fogo eterno
    E o mal se erguerá como um materno
    Ventre infernal a dar luz ao pecado.

    Grande abraço. Laerte.

    ResponderExcluir
  31. Tão triste! Um país tão bonito e estar assim.
    Oxalá que seja apenas uma fase. Oxalá!
    Deixo meu abraço e um
    beijo

    :(

    ResponderExcluir
  32. Profundamente triste com o relato, deixo uma palavra de esperança e, sobretudo, desejo que, rapidamente, se encontre um rumo menos violento. Acompanho a vossa situação mas uma coisa é saber das coisas, outra é vivê-la.
    Excelente crónica, Tais. Bjinho

    ResponderExcluir
  33. É uma tristeza essa nossa situação. Violência de todos os tipos, corrupção desenfreada, direitos desrespeitados, enfim, nosso Brasil está um caos. Parabéns pela crônica, que é um grito de socorro, um alerta bem redigido para que todos abram os olhos e tomemos atitudes para nos salvar. Beijos carinhosos!

    ResponderExcluir
  34. Tendríamos que replantearnos en que ha fallado la sociedad para que se den tan altos indices de indecencia. Yo no sé si las cosas han sido siempre así, y el problema es que ahora nos enteramos porque hay libertad de prensa y nos llegan noticias escalofriantes. Desde luego, el ejemplo que el pueblo recibe de sus gobiernos no es el mejor para que el pueblo sea decente y sienta verguenza de los actos delictivos. Es verdad es una sociedad muy corrupta esta en la que estamos viviendo,
    ¿Hay algún modo de evitarlo? Si lo hay, pógamonos manos a la obra.

    Un abrazo. Franziska

    ResponderExcluir
  35. Tais, está mesmo difícil e o pior é que não temos perspectivas! Quem poderá redescobrir o Brasil? Não há ninguém, apenas o povo. Temos que ter 'sangue nos olhos' como o povo francês, na Revolução Francesa. Caso contrário, só vai haver a continuidade de um belo teatro, o tempo passando e todos os políticos e envolvidos resolvendo os seus interesses. E só!
    Eu não tenho orgulho de ser brasileira e faz tempo! Já falei muito sobre isso, e como muitos ficam afetados, pode não acabar bem. Então eu me calo, até porque não vai resolver nada.
    Gostei da forma como terminou o teu texto.
    Tais, deixo muitos beijinhos e abraços e uma ótima sexta-feira.

    ResponderExcluir
  36. Querida Tais , costumo dizer -te que o nosso Brasil vai mudar e, quanto à corrupção, até acredito, porque depois desta " lavagem " geral, nada vai ser como antes; corrupção sempre houve e vai continuar, mas a de agora tem sido a pior que o Brasil já viveu. Imagina, aqui está a ser investigada uma corrupção nas força aérea e já estão alguns chefões em prisão preventiva; descobriram grandes desvios de dinheiro na compra de géneros alimentícios; um esquema entre a força aérea e os fornecedores permitia que grandes somas fossem depois distribuídas pelos integrantes da "quadrilha."
    Mas, o que me está a assustar mais aí no Brasil é a violência e essa vai demorar muito a diminuir; o Rio de Janeiro está de assustar e as balas perdidas têm matado muitos inocentes; fiquei arrepiada com o caso da grávida que foi atingida por uma que atravessou a barriga e atingiu gravemente o filhinho que estava prestes a nascer. Amiga, quanto a esta enorme violência, não posso deixar de te dar razão e, digo mais, sempre que vou aí, penso em visitar uma tia que tenho no Rio, mas desisto, pois tenho muito medo. Guaratinguetå ainda é uma cidadezinha tranquila, mas mesmo assim o meu irmão vive cheio de medo, num apartamento com guarda e com impressões digitais para se entrar; parece um bunker, amiga! Ele não arrisca ir a S. Paulo sozinho; ou vai com alguém já mais acostumado com a cidade ou então vai com um motorista.
    E assim se vai vivendo nesse país que tanto amo, num misto de medo e de repugnância pela classe politica que o tem governado nestes últimos anos.
    Querida um beijinho e fica bem, principalmente com saúde e disposição para enfrentares todos estes desmandos.
    Emilia

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Querida Emília, impressiona o que contaste do teu irmão! Realmente estamos ficando um povo meio neurótico pelo medo. A irmã de uma vizinha nossa, vive no Rio e aqui. Tem medo de sair às 19 horas aqui, imagine no Rio!
      Querida, que bom que gostastes da 'arrumação', só não consegui colocar o avatar. Meu e-mail está na guia superior do blog.
      Beijinho, querida, obrigada!

      Excluir
  37. Taisinha, esta tua excelente crônica sintetiza muito bem o mal pelo qual passa o Brasil, onde não se acredita em mais nenhum político, seja ele o partido que for, pois homens e mulheres que antes pensávamos serem honestos hoje vemos que se tratam de pessoas que roubam o dinheiro dos hospitais, das escolas públicas, da aposentadoria digna. Esses políticos quebraram o país, que agora precisará de três a quatro décadas para voltar a ser o que já foi. Na minha opinião, os jovens que puderem buscar outros países para alcançarem o que almejam devem enfrentar essa realidade.
    Um beijinho daqui do escritório.

    ResponderExcluir
  38. Não sou brasileiro e não tenho o direito de julgar. Mas só há uma maneira para guiar o País no caminho de segurança e prosperidade .
    Acabar com a pobreza do povo comum .
    Abraço

    ResponderExcluir
  39. Taís ... realmente a insegurança causa um mal estar em nós!
    Por aqui e por enquanto ... há segurança nas ruas!
    Obrigada pela visita!
    Meu tempo só tem permitido retribuir visitas mas tentarei passar mais vexes!
    Bj

    ResponderExcluir
  40. Em comparação com os criminosos de terno e gravata esses de ruas são café pequeno. Não me assusto mais com os buracos da rua, o buraco é mais em baixo. Estou desencantado. Certeza nenhuma pela frente. Triste, Tais.

    ResponderExcluir
  41. Oi Taís,
    A violência, o desatino são consequências dos políticos corruptos. Quem não teve uma educação rígida vai roubar, matar, pois o exemplo cem de cima.
    Um bom fim de semana
    Beijos
    Lua Singular

    ResponderExcluir
  42. Algo de profundo tem que acontecer no Brasil.
    Só espero que não seja uma ditadura militar ou algo do género.
    Em qualquer caso, para acabar com os roubos e demais violência, é necessário dar dinheiro aos mais pobres. Em Portugal inventaram há anos um rendimento mínimo (uns 200 ou 300 Euros a cerca de 300.000 pessoas) e a criminalidade diminuiu, ao ponto de sermos considerados atualmente o país mais seguro do mundo. Claro que não está provada a causa/efeito desse subsídio, mas a maioria dos crimes são cometidos por pessoas de baixos rendimentos.
    Mas os governos dizem, normalmente, que não há dinheiro que chegue para isso. Mas é um puro engano, porque o dinheiro que se dá aos pobres é logo gasto, pagando impostos e dinamizando a economia, enquanto o da corrupção é guardado, muitas vezes em offshores, e não paga qualquer imposto.
    Gostei da sua crónica, é excelente.
    Taís, um bom fim de semana.
    Beijo.

    ResponderExcluir
  43. Ah, Taís esta onda de violência é o reflexo do desmando e da impunidade. Cria-se nas mente podres que tudo podem e tudo fazem para tirar a paz de todos inclusive de suas próprias famílias. Não dá mais para falar de política com a situação que vivemos. Perdeu-se a dignidade e pior que já não creio nas operações badaladas a partir do momento que ela mudou de foco de um partido para outro e focou no presidente temeroso com sua ironia e desfaçatez. Posso dizer que estamos perdidos num buraco fundo e que uma movimentação militar me assusta, uma vez que já se ouve vozes saindo dos porões escuros pedindo a volta. Triste ouvir estas vozes até pelas redes. Seu personagem ilustrado tem toda razão na indignação. Perdeu-se o respeito.
    Um bom domingo para uma feliz semana, que dizem será divisor de águas do nosso Brasil.
    Bjs de paz amiga e que Deus nos proteja.

    ResponderExcluir
  44. Taís:
    A veces salen en el telediario noticias de Brasil, y al igual que aquí, siempre es por algún asunto de corrupción.
    Malditos políticos.
    No dejemos que unas malas noticias empañen lo bueno que hay en Brasil.
    Salu2.

    ResponderExcluir
  45. Acho que nem consigo acrescentar mais nada... a tudo o que você disse, Tais!
    Adorei ler sua crónica... que é um dramático espelho da realidade daí, por estes dias...
    Acho que só com novas eleições, e o povo saindo às ruas... alguma coisa mudará... até lá... creio que tudo ficará em stand by... como até aqui... acontecendo o mesmo de sempre... e o governo nada fazendo... não querendo riscos de se tornar mais impopular ainda... do que já é...
    Creio mesmo, que só quando houver novas eleições, alguma coisa, de facto, mude...
    Beijinhos!
    Ana

    ResponderExcluir

MEUS AMIGOS - SUA ATENÇÃO...

1 - Este blog 'não envia nem recebe comentários anônimos ou ofensivos'. Meu e-mail está na guia superior, faça contato.

2 - Entrarei na página de comentários quando alguma resposta se fizer necessária.

3 - Meus agradecimentos pelo seu comentário, sempre bem-vindo.


Meu abraço a todos.
Taís Luso